Ervas aumentam a capacidade da memória

A perda de memória e outras condições cognitivas são questões que aflingem um grande número de pessoas que

começam a se preocupar com a idade. Muitos de nós somos condicionados pela mídia a acreditar que esses problemas são conseqüências naturais e inevitáveis ​​e inerentes ao envelhecimento, independente se cuidamos bem ou não de nossa saúde e mente.

Nossos cérebros são capazes de criar novas células cerebrais em qualquer idade e a dieta desempenha um papel essencial, e muitas vezes, o faz efetivamente. Embora a maioria dos alimentos integrais naturais tenham propriedades que podem ajudar a manter a mente em boa forma, estudos mostram que as três ervas listadas abaixo são particularmente eficazes a este assunto.

Bacopa monnieri

Bacopa monnieri ou Brahmi é uma erva nativa das zonas úmidas do leste e sudeste da Ásia conhecida por suas propriedades de melhora do cérebro. É particularmente venerado na medicina Ayurvedic, onde é regularmente prescrito para várias condições cognitivas, tais como confusão mental, falta de memória e concentração e até mesmo depressão.

Um estudo publicado na Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine em 2012 descobriu que poderia "melhorar a atenção, o processamento cognitivo e memória de trabalho, através da supressão da atividade da AChE." Outro estudo, apresentado na Neuropsychopharmacology descobriu que Bacopa pode melhorar a memória e recordar habilidades. Tomar 150 miligramas três vezes ao dia durante um período de dois meses.

Ginkgo biloba

Há uma boa razão pela qual os suplementos de Ginkgo biloba é um dos remédios mais populares feitos de plantas medicinais na Europa e nos Estados Unidos: as folhas desta árvore única, uma das espécies com maior longevidade no mundo é  fantástica para a mente. Por exemplo, um estudo publicado na revista Advances in Experimental Medicine and Biology em 2014 mostrou que os extratos de Ginkgo pode "melhorar a função da memória de trabalho em indivíduos de meia-idade."

Outro estudo apresentado na edição de setembro de 2013 sobre Toxicologia e Industria da Saúde mostrou que Ginkgo e vitamina C, pode corrigir os déficits mentais causadas pela exposição crônica ao flúor.Tomar entre 240 e 600 miligramas de Ginkgo biloba três vezes por dia é ideal para corrigir problemas relacionados à memória. 

Gotu kola

Gotu kola (Centella asiatica) é um membro da família da salsa que cresce no Himalaia. Utilizada para tratar inúmeras condições médicas na Índia e na China, incluindo varizes, lesões de pele, insônia e circulação sanguínea. 

Um estudo publicado em Ayu em 2013 descobriu que gotu kola, juntamente com outras ervas dentro do grupo Medhya rasayana, são "ótimos na ação em trazer melhoria na memória, sendo mais rápido quando comparado com as práticas de Yoga." Uma revisão publicada um ano antes observou que gotu tem propriedades neuroprotetoras para tratar os déficits associados à doença de Alzheimer, doença e estresse oxidativo de Parkinson.

Tomar uma ou duas cápsulas de 500 miligramas de Gotu kola por dia é uma ótima maneira de aumentar a nossa memória de forma natural e sem efeitos colaterais. Alternativamente, gotu pode ser consumida em forma de chá. 

Fonte: Natural News