Última homenagem a um dos maiores ícones da geração Woodstock

Sai de cena o veículo de maior longevidade da indústria automobilística mundial e um dos maiores ícones da geração Woodstock.

De origem alemã, a Kombi no Brasil diz adeus em alto estilo com a Last Edition, edição limitada, que marcará o fim de produção após cinco décadas. A VW será obrigada a encerrar a produção da Kombi devido à nova legislação, que prevê a obrigatoriedade de freios ABS e airbag duplo para todos os veículos produzidos no país a partir de 2014.

História

A Kombi é uma combinação do Volkswagen Sedan e um veículo de carga leve. O veículo foi projetado pelo holandês Ben Pon na década de 40 e o nome Kombi é a abreviação brasileira do termo kombinationsfahrzeug, que significa veículo combinado ou combinação do espaço para carga e passeio.

No Brasil começou a ser montada em 1953, mas sua produção iniciou em 2 de setembro de 1957 pela VW, na recém-inaugurada fábrica em São Bernardo do Campo. No Brasil foram produzidas mais de 1.560.000 unidades e é até hoje o veículo mais vendido em sua categoria.

A Kombi foi imediatamente aceita no Brasil por oferecer amplo espaço interno e capacidade para transportar uma tonelada de carga. Resistente, econômica e fácil de se dirigir, foi produzida em  versões com janelas traseiras de vidro, furgão, pick-up com cabine simples ou dupla. Versátil como os brasileiros, o veículo foi usado como ambulância, viatura policial, veículo do Corpo de Bombeiros, veículo de lazer, escritório volante, carro biblioteca, carro funerário, lanchonete e até carro de reportagem de televisão e rádio, entre outros.

 

Last Edition

Devido à grande demanda, a série especial será 1.200 unidades pelo preço de R$ 85 mil reais, na qual terá vários elementos de uma série especial - detalhe,  a versão "normal" custa cerca de R$ 46.740 reais.

A edição traz unidades numeradas com itens exclusivos como pintura tipo “saia e blusa”, acabamento interno de luxo e design típico das versões mais luxuosas das décadas de 60 e 70. Sistema de som com lâmpadas LEDs vermelhas, leitura de arquivos mp3 e entradas auxiliar e USB. No porta-luvas, o comprador encontrará o manual do proprietário com uma capa especial comemorativa. A Kombi Last Edition será acompanhada, também, por um certificado especial atestando sua autenticidade.

O modelo é equipado com o motor EA111 1.4L Total Flex, que desenvolve potência de 78 cv quando abastecido com gasolina e de 80 cv com etanol, sempre a 4.800 rpm. O torque máximo é de 12,5 kgfm com gasolina e de 12,7 kgfm com etanol, a 3.500 rpm. O câmbio é manual de 4 marchas. As rodas são de 14 polegadas, com pneus 185 R14C.

Aos saudosistas, a empresa possui um hotsite para que os usuários e fãs possam contar suas histórias enviando textos, fotos ou vídeos.

 

Fontes:

http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/fabricantes/vw-kombi-last-edition-marca-fim-perua-749892.shtml

http://www.vwbr.com.br/ImprensaVW/Release.aspx?id=4e7ff9c8-a5ae-44d0-8d7f-156a3981f3a1

Hotsite:

http://kombi.vw.com.br/pt/historias#galery