A Educação e as Novas Tecnologias

Há muito tempo reflito sobre a pesquisa feita fora do ambiente escolar.

No passado antes da Internet, muitos alunos copiavam capítulos inteiros de livros, enciclopédias e revistas. Os alunos não gostavam das minhas críticas, quando tentava explicar, como se faz uma pesquisa. Muitas vezes pegava o trabalho e começava a questionar certas partes, com perguntas muito fáceis, quando o aluno não conseguia responder, eu mandava-o fazer um resumo do trabalho. Também sempre exigi a referência bibliográfica. Mas os alunos são inventivos e arrumam sempre uma maneira de plagiar.


A Internet com os seus sites de busca, só veio para facilitar ainda mais, o acesso a informação, mas também para facilitar, as cópias, plágios, etc. Como citou a Professora Tilkian “A internet é um facilitador para a escola, o que precisamos é ensinar como lidar com ela”. Cabe ao professor orientar os seus alunos, como pesquisar na Internet, propor questões reflexivas, trabalhar em grupo ou duplas, para ocorrer à troca de experiências. Pedir sempre a referência bibliográfica e webgráfica, tanto na sala de aula, com material impresso, quanto na Internet. Atualmente estou trabalhando com seminários, dividi a turma em grupos de cinco alunos, coloco os temas (conteúdos da série ou algo que está em evidência e faz parte da realidade do aluno). Eu avalio o trabalho impresso, a apresentação do grupo e a participação individual. Acaba dando certo, pois o aluno tem que elaborar o seu resumo para apresentar à turma.


Outro aspecto importante e que não li em nenhum artigo da net, foi referente ao trabalho do professor. A maioria dos professores tem uma carga horária muito grande de trabalho, causada pelos baixos salários. Trabalho reflexivo tem que ser lido na integra e a maioria dos professores não dispõe de tempo. A maior parte pede o trabalho e não lê ou não avalia com calma. Na apresentação dos trabalhos, mesmo que eles sejam pequenos e simples, você tem a certeza, que foi feito pelo aluno, pois ele tem que apresentar. Gente não dá para copiar. Você acompanha o projeto do trabalho na íntegra, avalia todas as etapas. Você também participa e não precisa levar um monte de papéis para a casa. Que com certeza seriam (mal) lidos, por um trabalhador cansado. Será que o professor conseguiria avaliar cada trabalho. Para mim é impossível, pois leciono cinquenta tempos de aulas por semana, de disciplinas diferentes. Para mim é muito difícil. Prefiro usar as novas tecnologias. Um forte abraço para todos.