Quarentena sem carne

A agropecuária é hoje uma das principais causas do desmatamento de florestas no mundo e responsável por cerca de 60% das emissões dos gases do efeito estufa que provocam as mudanças climáticas.

Segundo Adriana Charoux, porta-voz da campanha de Florestas do Greenpeace, o impacto do modelo atual de produção agrícola no Brasil, especialmente de proteína animal, é um dos maiores problemas, e por isso precisamos buscar as soluções.

“Tornar viável a diminuição ou substituição da ‘mistura’ nossa de cada dia por alimentos nutritivos, à base de plantas, é parte da solução que governos e empresas têm o dever de estimular, como direito de todos e não um luxo para poucos. Para nós consumidores, em meio à quarentena que nos tira da zona de conforto, fica o convite para embarcarmos nessa aventura gastronômica e se abrir para experimentar novos sabores”, explica.

Momento de refletir

O livro também é um convite à reflexão sobre um futuro melhor e mais justo para quando a crise do coronavírus passar.

O sistema alimentar e econômico atual coloca as  populações mais vulneráveis em constante fragilidade, como agora. Mudanças na forma como consumimos nossa comida  são o primeiro passo para provocarmos as modificações estruturais que precisamos. E todos nós somos responsáveis por isso — cidadãos, governos e empresas.

Para baixar o livro de receitas gratuitamente, clique aqui.